Toda vez que me faço responsável pela vida que tenho, eu cresço e torno o ambiente ao meu redor ressignificado e empático.

Ressignificar é quase que a única forma possível  de estilo de vida hoje… Só ressignifico o que AMO.

Com tanta informação que recebemos de todos os lados se não encontrarmos sentido em nós, ficamos paralisados em alma e simplesmente sobrevivemos a rotina.

Olhar para dentro e encontrar-me, deparando-me com novidades todos os dias.

Porque se as coisas mudam, imagina nós!

Um ato de pintar o mundo da forma que acreditamos.

Como quando uma criança livremente faz sua aquarela: simples & colorida.

A semente de um girassol morre para que a flor viva. Tão fugaz e tão eterno.

E com o fim das chuvas da Primavera ele surge.

Coexistindo entre barro e Universo.

O Girassol honra o céu. Vive como se resolvesse ficar pra sempre.

Num propósito coletivo forma um jardim.

Astros, estrelas, um sol a girar e uma lua a iluminar, isso não te parece milagroso?

Meu estado terreno e celeste é inerente a milagre.

Reinvente-se como girassol que surge nas mais diferentes terras.

Não se prenda de onde você está. Mas ao que você é capaz de fazer.

Vai! Conquiste seu mundo, você consegue!

 

P.S. lembrei de vocês, acabei de sai da livraria e ver esse titulo poético: